Fechar
Três livros por Pollyana Ferrari

Três livros por Pollyana Ferrari

Recomendações de leituras são sempre bem-vindas. Quando feitas por grandes autores, especialistas renomados em suas áreas, melhor ainda.

Então, nesse momento pelo qual todos nós estamos passando, nossos autores fazem indicações de livros para a sua quarentena.

Confira as dicas enviadas pela professora de jornalismo digital Pollyana Ferrari:

Três livros por Pollyana Ferrari

‘Olá, sou uma das escritoras da Editora Contexto e quero te sugerir três livros para esta fase de isolamento social.

Entre 1995 e setembro de 2019, mais de 54 mil pessoas foram encontradas em regime de escravidão em fazendas de gado, soja, algodão, café, laranja, batata e cana-de-açúcar, mas também em carvoarias, canteiros de obras, oficinas de costura, bordéis, entre outras unidades produtivos no Brasil, denuncia o livro Escravidão contemporânea.

Nada mais urgente do que pensar nos que menos possuem e mais necessitam de ajuda nesta época de pandemia. Para entender como chegamos aqui com essa era das redes num tempo de 24 horas, sete dias por semana, indico meu livro Hipertexto, hipermídia, coletânea que mostra como a hipermídia entrelaçou a sociedade.

E para rir um pouco de nós mesmos, Luiz Felipe Pondé sugere que “uma certa dose de banalidade na vida é indício de alguma saúde mental, só gente doente e chata quer ser absolutamente relevante em tudo que faz”, no livro Filosofia do cotidiano.

Boa leitura e fica em casa!’

Pollyana Ferrari


Pollyana Ferrari é professora de Jornalismo Digital e Hipermídia da PUC-SP, dedica-se ao mercado editorial de informática desde o final dos anos 1980 e à internet desde 1995. Foi diretora da unidade de Internet da Editora Globo; editora do site da revista Época; editora-chefe do programa Vitrine, da TV Cultura; e diretora de conteúdo do portal iG. Atua também como consultora de empresas. Pela Contexto é organizadora do livro Hipertexto, Hipermídia.