Fechar
De onde vêm as palavras? | Dad Squarisi
Xô, dúvida!

De onde vêm as palavras? | Dad Squarisi

O português é uma língua muito rica. Tem quase 500 mil palavras. Já imaginou? Dê uma olhadinha no dicionário. Ele é gordo que só. Os vocábulos que a gente usa estão todos lá. Os que não usa também. Quando precisar deles, é só abrir o livrão. De onde vieram tantas palavras? A maior parte veio do latim, pai do português. Mas outras línguas entraram na jogada. Do francês herdamos garagem, musse, abajur. Do italiano, fiasco. Do japonês, caratê, judô. Do inglês, xampu, gangue, videogame.

O árabe também nos presenteou com um montão de vocábulos. Muitos, muitos mesmo, têm uma marca. Começam com al. As duas letrinhas são o artigo da língua das Arábias. Correspondem ao nosso a e o (mesa, o gato). As senhoritas árabes são velhas conhecidas nossas. Eis algumas: álcool, alface, alcachofra, alfafa, almeirão, almirante, almofada, alfaiate, alfinete, algarismo, álgebra, algazarra.

Abra os dois olhos. Não pense que todas começam com al. Se assim fosse, seria muito chato, não é? Há as que fogem da regra. É o caso de oxalá. A danadinha quer dizer tomara, Deus queira. Oxalá faça sol no fim de semana.

Fonte: Blog da Dad


Dad Squarisi transita com desenvoltura pelo universo da língua. É editora de Opinião do Correio Braziliense, comentarista da TV Brasília, blogueira, articulista e escritora. Assina as colunas Dicas de Português e Diquinhas de Português, publicadas por jornais de norte a sul do país; Com Todas as Letras, na revista Agitação, e Língua Afiada, na Revista do Ministério Público de Pernambuco. Formada em Letras, com especialização em Linguística e mestrado em Teoria da Literatura, concentra o interesse, sobretudo, na redação profissional – o jeitinho de dizer de cada especialidade, cada grupo, cada mídia. Mas é tudo português. A experiência como professora do Instituto Rio Branco, consultora legislativa do Senado Federal e jornalista do Correio Braziliense iluminou o caminho dos livros Dicas da Dad – Português com humor, Mais dicas da Dad – Português com humor, A arte de escrever bem, Escrever melhor (com Arlete Salvador), Redação para concursos e vestibulares (com Célia Curto), Como escrever na internet, 1001 dicas de português – manual descomplicado, Sete pecados da língua, publicados pela Contexto, além de Superdicas de ortografia, Manual de redação e estilo para mídias convergentes, dos Diários Associados, e de livros infantis – de mitologia e fábulas.