Fechar
A sociologia e seus métodos

A sociologia e seus métodos

Entre os métodos sociológicos, destacam-se a observação, o questionário, a entrevista, o estudo de caso e a experimentação. Nesse primeiro post vamos falar sobre os dois primeiros tópicos.

A sociologia e seus métodos

Observação
Consiste em observar sistematicamente e registrar, com o maior número possível de detalhes, os comportamentos dos grupos. A observação não interfere na vida normal do grupo e pode ser de dois tipos: não participante, na qual o observador não participa do grupo que está observando. É o caso do jornalista sociólogo que procura observar e analisar a interação entre os indivíduos de um grupo de 11 jogadores de um mesmo time de futebol.

Já na observação participante, o observador participa da vida do grupo que vai observar. É o caso do sociólogo que se torna jogador de futebol para observar de dentro do grupo a interação social entre os jogadores; ou daquele que vive alguns meses na prisão, entre moradores de rua etc., para estudar o comportamento social nesses grupos.

Questionário e entrevista
O questionário compõe-se de uma série de perguntas escritas para serem respondidas por um determinado número de pessoas. As respostas são tabuladas pelo pesquisador, que as organiza em tabelas, quadros, gráficos etc. e as interpreta à luz da literatura relativa ao assunto, elaborando suas conclusões.

Já a entrevista estabelece uma relação mais pessoal entre entrevistador e entrevistado. Geralmente é feita de forma oral, mas também pode ser feita por escrito, sendo que a primeira pode permitir ao entrevistador uma melhor compreensão do pensamento do entrevistado, já que pode perceber também seu gestual, sua reação diante das perguntas etc. Gravador ou celular são úteis para que nenhum detalhe seja esquecido.

Para saber mais sobre o livro Sociologia da Educação, do professor Nelson Piletti

A sociologia e seus métodos

O que a Sociologia tem a ver com a educação escolar? Muito! Pois a escola não está isolada em relação à comunidade e à sociedade em que está inserida. A escola é, até certo ponto, reflexo das condições e das exigências estabelecidas pela sociedade, em seu sentido mais amplo, e pela comunidade, no mais restrito. Por outro lado, no interior da escola, multiplicam-se os grupos sociais, formados por todos os agentes do processo educacional, que têm enorme influência sobre a educação e o comportamento dos alunos. Com linguagem acessível, Nelson Piletti estimula neste livro a reflexão sobre esse entrecruzamento de relações que se estabelece entre a sala de aula, a escola, a comunidade e a sociedade. O autor apresenta a contribuição da Sociologia da Educação por meio de dois aspectos: o teórico, de conhecimento da realidade educacional, e o prático, de mudança para melhor dessa mesma realidade a partir desse conhecimento. Além disso, no final de cada capítulo, traz textos complementares e questionamentos que se constituem em estímulo à pesquisa, à reflexão e à discussão.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.