Fechar
Para conhecer Semântica | Ana Quadros Gomes e Luciana Sanchez Mendes

Para conhecer Semântica | Ana Quadros Gomes e Luciana Sanchez Mendes

Para conhecer semânticaO livro “Para conhecer Semântica” é uma obra introdutória que coloca à disposição dos universitários brasileiros ferramentas básicas em Semântica Formal que lhes proporcionem uma abordagem fundamentada e bem motivada para acompanhar seus estudos de Linguística da língua portuguesa, com relação a fenômenos do significado.

A Semântica tem como objeto de estudo o significado. A Semântica Formal se dedica ao significado linguístico das línguas naturais. Ela se dedica a explicar como qualquer falante nativo produz sentenças com significado e compreende sentenças formadas na sua língua. Sendo uma ciência formal, essa Semântica busca explicações gerais e produz hipóteses que podem ser verificadas (e então confirmadas ou falseadas pelos dados). Assim, este livro busca estimular no seu leitor a curiosidade e o pensamento científicos, por meio da prática do exame de fenômenos linguísticos/gramaticais pelo método científico: identificação das hipóteses formuladas pela teoria, percepção de quais tipos de dados as refutariam e que outro conjunto de dados as confirmariam; medição do poder explanatório da teoria pelo exame imparcial e criterioso dos dados; seleção e verificação dos dados relevantes para o estudo de certo fenômeno etc. Esperamos oferecer, com este livro, a oportunidade de um primeiro enfrentamento, básico mas estimulante, das questões da investigação científica do significado.

Outro objetivo principal, não menos importante, é fomentar o conhecimento sobre o português do Brasil (PB) pelo viés semântico. O nível semântico de descrição linguística esteve tradicionalmente obliterado na escola, reduzido a um papel instrumental, de ferramenta, para o estudo dos demais níveis: o fonológico, o morfológico, o morfossintático, o sintático. Dos estudos de estrutura, a maioria dos universitários pula para os estudos de texto e discurso, sem dedicar um semestre ou um bimestre que seja ao estudo da semântica da sua língua. Apresentamos aqui uma descrição linguística abrangente, contemplando diversos traços distintivos do PB, do ponto de vista semântico. Esperamos conduzir o leitor a uma visão geral da semântica do português do Brasil, passando pela análise dos fenômenos mais marcantes. Desse ponto de vista, acreditamos que o livro possa nutrir o conhecimento linguístico até mesmo daqueles estudiosos do PB que não tenham considerado adotar a Semântica Formal como ferramenta investigativa. Os fenômenos descritos aqui são importantes para o conhecimento do PB, e carecem de tratamento linguístico, mesmo que em outras abordagens. Nossa aposta é na Semântica Formal, e esperamos que ela exerça sobre outros o fascínio que exerce sobre nós. Porém, isso não impede de valorizar todo e qualquer esforço teórico para uma boa descrição e análise da nossa língua, que ainda não está completamente descrita, sobretudo na área semântica. Buscamos zelosamente incorporar os estudos semânticos já realizados, esperando estimular a nova geração a fazer suas próprias descobertas.

A obra aborda os conceitos básicos da Semântica Formal e sua aplicação na descrição do português e está dividida em quatro capítulos. No capítulo intitulado “O estudo do significado no nível da sentença”, apresentamos os conceitos básicos da Semântica Formal, delimitando sua concepção de significado e seu objeto de estudo. Os capítulos seguintes tratam especificamente da análise da língua portuguesa segundo o instrumental teórico da Semântica Formal. O capítulo “O sintagma nominal” discute as propriedades semânticas relacionadas ao sintagma nominal da língua portuguesa tais como (in)definitude, quantificação e contabilidade. Já o capítulo “O sintagma verbal” trata das contribuições semânticas da morfologia verbal da língua portuguesa, usualmente estudada mais do ponto de vista da forma do que do significado. Para isso, apresentamos noções semânticas tais como tempo, aspecto e modo/modalidade, explicitando de que forma são expressas em língua portuguesa. Por fim, o capítulo “Modificação” trata de duas classes de palavras com propriedades semelhantes, mas também particulares: os adjetivos e os advérbios. Chamamos a atenção para o fato de que, assim como os advérbios, os adjetivos também formam uma classe heterogênea. Mostramos no capítulo de que forma seu comportamento gramatical está associado a suas propriedades semânticas. Assim, tal como foi feito para os adjetivos, discutimos diferentes tipos de advérbios.

Esperamos que este livro desperte em você, leitor, o entusiasmo de se aventurar na área de investigação semântica da língua portuguesa. Que seja tão estimulante lê-lo quanto foi incentivador para nós elaborá-lo.


Ana Quadros Gomes é graduada, mestre e doutora em Linguística pela Universidade de São Paulo (USP), este último com bolsa-sanduíche na University of Massachusetts. É professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (FL/UFRJ) e membro do corpo docente da pós-graduação em Letras Vernáculas (Pós-vernáculas UFRJ) e do mestrado profissional em Linguística e Línguas Indígenas – PROFLLIND – (Museu Nacional/UFRJ). É pesquisadora em Linguística, especialmente em Semântica Formal, interessada, sobretudo, por Língua Portuguesa e por Línguas Indígenas do Brasil.

Luciana Sanchez-Mendes é graduada, mestre e doutora em Linguística pela USP, este último com cotutela com a Université Paris 8. É professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal Fluminense (UFF), membro do corpo docente do programa de pós-graduação em Estudos da Linguagem da UFF e professora colaboradora externa do mestrado profissional em Linguística e Línguas Indígenas – PROFLLIND – (Museu Nacional/UFRJ). É pesquisadora em Linguística, especialmente em Semântica Formal, interessada, sobretudo, por línguas sub-representadas.