Fechar
Festa do Livro da USP 2020

Festa do Livro da USP 2020

A Festa do Livro da USP deste ano precisará ser diferente, mas nem por isso será menos especial!! Sem aglomeração, mas com muito amor pelos livros e, claro, mais de 140 títulos da Contexto com 50% de desconto!

Você pode aproveitar os descontos diretamente em nosso site neste (link)! Ou conferir nossa lista no site da Feira (aqui)!

A Festa Virtual do Livro da USP ocorrerá, de forma ininterrupta, do dia 9, às 9h, até o dia 15 de novembro, às 23h59!

Acesse o nosso site e não perca nenhum de nossos destaques! Vamos juntos (virtualmente) aproveitar essa grande celebração do livro!!!

Esses são alguns dos nossos livros que estão com 50% de desconto*.

Exatos cinquenta anos atrás, o Brasil mergulhou em uma ditadura que iria perdurar por mais de duas décadas. É chegado o momento de fazer um balanço histórico do regime militar. Marcos Napolitano, conhecido historiador da USP, discute neste livro sólido e bem escrito as principais questões desses “anos de chumbo”. A ditadura durou muito graças ao apoio da sociedade civil, anestesiada pelo “milagre” econômico? Foi Geisel, com a ajuda de Golbery, o pai da abertura, ou foi a sociedade quem derrubou os militares do poder? Como era o dia a dia das pessoas durante o regime militar? Como a cultura aflorou naquele momento? O que aconteceu com a oposição e como ela se reergueu? Qual a reação da sociedade (e do governo) à tortura e ao “desaparecimento” de presos políticos? Obra de historiador, livro obrigatório para quem quer compreender o Brasil, uma síntese brilhante.


Dentre os muitos grupos étnicos e sociais que foram perseguidos e exterminados pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, estavam também religiosos de diversas confissões, entre eles, católicos, ortodoxos e protestantes. Aprisionados atrás dos arames farpados, eles tentavam sobreviver a todo sofrimento imposto, procurando manter intacta a vida espiritual e sacerdotal. Mais de 70 anos depois de sua liberação, o campo de concentração de Dachau permanece o maior cemitério de padres católicos do mundo. De forma sensível, o jornalista francês Guillaume Zeller conta em detalhes os tormentos vividos por esses religiosos durante o nazismo, jogando luz a um dos episódios menos conhecidos de um dos períodos mais tristes da História.


O presente volume dedica-se à sistematização do corpus diacrônico utilizado pelo projeto para a História do Português Brasileiro. Esse corpus serviu e serve de base para estudos científicos sobre objetos sintáticos, morfológicos, fonéticos e discursivos da nossa língua. Tendo em vista a perspectiva histórico-diacrônica, os autores reunidos nesta obra, oriundos das diversas equipes regionais que se dedicam ao projeto, arrolam como e sob quais critérios identificaram e editaram os documentos de interesse para o empreendimento de historiar do ponto de vista linguístico o português brasileiro. Mais do que simplesmente descrever um corpus específico, os autores esclarecem como construir corpora históricos, contribuindo para a preparação de novos pesquisadores. Assim, o livro volta-se a estudantes e professores de Letras que trabalham ou que desejam trabalhar com pesquisa em corpus diacrônico.

*Descontos não cumulativo com outras promoções.