Fechar
Aos domingos? Nos domingos? | Dad Squarisi
Xô, dúvida!

Aos domingos? Nos domingos? | Dad Squarisi

Aos domingos = todos os domingos: Vou à missa aos domingos. Há médicos que preferem dar plantão aos domingos. O comércio abre aos domingos. Os demais dias da semana seguem a mesma regra. Pedem a preposição a quando indicam ação que se repete: Os museus fecham às segundas-feiras (todas as segundas). Estudo inglês às terças e sextas. Costumo ir à livraria aos sábados.

No domingo (no sábado, na segunda) = o fato ocorre uma vez ou de vez em quando: Rafael se casa no sábado. João Marcelo nasceu na sexta-feira. Quero ir ao cinema na quarta. Em bom portuguêsSe a ação se repete, é a vez da preposição a. Se ocorre uma vez ou de vez em quando, em.

Nunca aos domingos

Sidney Lima

Ó, beija-me numa segunda, segunda, segunda

Que é muito, muito bom

Ó, beija-me também na terça, na terça, na terça

De todo o coração!

É gostosíssimo na quarta, na quinta, na sexta

No sábado beijar!

Mas nunca, nunca no domingo, domingo, domingo

Que é dia de folgar!

Com vento frio ou com Sol ardente

Com seu beijo quente, chego a desmaiar

Mas, por favor, nunca aos domingos

Venha me beijar, nem falar de amor!

Fonte: Blog da Dad
____________________________________________________________________________________
Dad Squarisi transita com desenvoltura pelo universo da língua. É editora de Opinião do Correio Braziliense, comentarista da TV Brasília, blogueira, articulista e escritora. Assina as colunas Dicas de Português e Diquinhas de Português, publicadas por jornais de norte a sul do país; Com Todas as Letras, na revista Agitação, e Língua Afiada, na Revista do Ministério Público de Pernambuco. Formada em Letras, com especialização em Linguística e mestrado em Teoria da Literatura, concentra o interesse, sobretudo, na redação profissional – o jeitinho de dizer de cada especialidade, cada grupo, cada mídia. Mas é tudo português. A experiência como professora do Instituto Rio Branco, consultora legislativa do Senado Federal e jornalista do Correio Braziliense iluminou o caminho dos livros Dicas da Dad – Português com humor, Mais dicas da Dad – Português com humor, A arte de escrever bemEscrever melhor (com Arlete Salvador), Redação para concursos e vestibulares (com Célia Curto), Como escrever na internet1001 dicas de português – manual descomplicadoSete pecados da língua, publicados pela Contexto, além de Superdicas de ortografia, Manual de redação e estilo para mídias convergentes, dos Diários Associados, e de livros infantis – de mitologia e fábulas.