Fechar
Cérebro na infância: um guia para pais e educadores

Cérebro na infância: um guia para pais e educadores

O desenvolvimento das crianças é um desafio para pais, tutores e pesquisadores da infância e em neurociência. Porém, os estudos nesta área têm avançado cada vez mais, nos dando subsídios para compreender mais e melhor.

Assim, no livro O cérebro na infância, Mariana Pedrini Uebel, médica psiquiatra e neurocientista, mãe das gêmeas Stella e Gabriela e doutora pela UFRGS, apresenta os conhecimentos mais recentes criando um guia para pais e educadores empenhados em formar crianças felizes e realizadas.

No texto abaixo a doutora Uebel apresenta a obra. Confira:

*********

Cérebro na infância: um guia para pais e educadores

É com muita alegria que compartilho com vocês a pré-venda do meu livro O cérebro na infância: um guia para pais e educadores empenhados em formar crianças felizes e realizadas!

Acompanhar o crescimento de uma criança é fascinante. A cada dia ela evolui e aprende. O que ontem era impossível, hoje é uma conquista e amanhã já se tornará rotina. Mas como funciona seu cérebro e como nós, pais, podemos ajudá-la a desenvolver todo seu potencial? Em primeiro lugar, é importante conhecermos, de forma geral, o funcionamento do cérebro e como é o seu desenvolvimento na infância. A influência do meio ambiente, da cultura, assim como o tipo de educação que a criança recebe são extremamente importantes.

Se quisermos que nossos filhos, no futuro, tenham uma vida satisfatória, produtiva e feliz, seja quais forem suas escolhas pessoais e profissionais, precisamos pensar nisso enquanto são pequenos. Até os 6 anos, preferencialmente. Parece muito cedo? Pois não é. A Neurociência tem mostrado que o cérebro do bebê, além de ter uma excelente plasticidade, apresenta janelas ótimas de desenvolvimento: períodos sensíveis em que a criança tem maiores condições de adquirir novas habilidades, totalmente dependentes de experiências, nos primeiros anos de vida.

Muitas vezes, com a melhor das intenções, nós superprotegemos nossos filhos, procurando evitar que eles tenham qualquer tipo de frustração ou sofrimento. Porém, como veremos ao longo deste livro, isso não é desejável do ponto de vista do desenvolvimento cerebral. Devemos achar o equilíbrio entre a superproteção e a negligência, criando oportunidades para que nossos filhos aprendam a superar as inevitáveis adversidades da vida em um ambiente protegido e com o nosso suporte nos seus primeiros anos.

Somos os principais educadores de nossas crianças. Embarcamos em uma viagem e estamos no comando do barco: a responsabilidade é nossa. Nessa jornada, o que elas mais precisam é de pais atentos e amorosos, que, mesmo com medo de errar, sigam seu coração e se divirtam genuinamente na criação delas. É um privilégio ser o comandante dessa nova vida e poder acompanhar a formação e o desenvolvimento da personalidade de um ser humano desde o nascimento. Por isso, a educação de seus filhos não pode ser delegada.

Como médica psiquiatra e neurocientista, atendendo tantas crianças e suas famílias, me dei conta de que a grande maioria dos pais entende a importância do cérebro do seu filho. Mas, ao mesmo tempo, não tem ideia de como promover seu desenvolvimento saudável. Assim como os músculos do corpo, o cérebro da criança pode ser estimulado e enriquecido, desde antes do seu nascimento, sendo modificado, melhorado e aperfeiçoado continuamente.

Parte do meu trabalho é educar, seja em palestras, entrevistas ou programas de TV. Meu objetivo é desfazer mitos e esclarecer conceitos sobre como podemos promover hábitos que favorecem a saúde mental, realizando a verdadeira prevenção dos transtornos emocionais e de comportamento. Para ter uma comunicação efetiva, é preciso explicar não somente o como e o quê acontece no nosso cérebro, mas principalmente o porquê. Assim como acontece com as crianças, que obedecem com mais facilidade quando explicamos o motivo, nós, adultos, também temos a tendência de aderir melhor a mudanças importantes quando entendemos seu significado.

Quando estava grávida, li livros incríveis e artigos científicos interessantes. Porém, cada um deles tratava de um assunto, muitos não estão disponíveis em português e poucos falam sobre o cérebro da criança. Depois, quando me tornei mãe das gêmeas, Stella e Gabriela (a Gabi, como gosta de ser chamada), passei a estudar ainda mais sobre o desenvolvimento e a educação infantil. No momento em que tais assuntos são abordados, as informações tendem a ser desconexas e divergentes demais. Agora, escrevi o livro que gostaria de ter lido naquela época: a reunião das principais pesquisas, minha experiência atendendo diversas famílias ao longo dos anos, além da minha vivência pessoal, sendo mãe de duas meninas.

Neste livro, você encontrará os achados mais atuais em Neurociência e será capaz de entender o funcionamento cerebral de forma fácil e descomplicada. A primeira parte traz noções básicas do desenvolvimento e funcionamento do cérebro, além da importância da transmissão de valores e virtudes na primeira infância. Na segunda parte, vamos descobrir como a saúde materna e o relacionamento do bebê com seus pais influencia o seu neurodesenvolvimento. Qual a relação entre o cérebro e as emoções da criança? Esse é o tema da terceira parte da obra, que também aborda como lidar com as inevitáveis birras e a polêmica gerada quando o assunto é o castigo. Por fim, na última parte do livro, são apresentados temas relacionados ao mundo da infância, como a importância do brincar, da música e da amizade, junto de conceitos, como realização e resiliência, além de bullying e uso de tecnologia.

Estudamos e nos aperfeiçoamos para tantas coisas, por que não fazer o mesmo em relação à educação infantil? Uma família feliz e harmoniosa é aquela que tem convicção nas suas escolhas, nada forma como educa os filhos e orienta seu desenvolvimento. E tudo isso começa na informação que você recebe e na forma como a aplica. É claro que fazemos escolhas e agimos de acordo com o nosso instinto e com o que aprendemos com a forma como nossos pais nos educaram. Mas há vezes em que queremos fazer de forma diferente e não sabemos por onde começar. O objetivo deste livro é trazer informações preciosas, baseadas em ciência, para pais, avós, familiares, educadores, gestores e formuladores de políticas públicas, além de profissionais que trabalham com crianças e suas famílias. O que propomos aqui é muita reflexão, seguindo sua intuição! Pense neste livro como um guia sobre o cérebro e seu funcionamento, que vai abrir portas para que você seja um melhor pai ou uma melhor mãe.


Conheça o livro em nosso site, clique aqui.
Acompanhe a doutora Uebel no Instagram.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.